Carregando...

Conheça 10 curiosidades sobre a Índia

Índia é, sem dúvida alguma, um país cheio de mistérios e de beleza exuberante. 

Contudo, antes de viajar para lá, é importante que você conheça o básico sobre o país e o seu povo.

Por isso, trouxemos o artigo de hoje com várias curiosidades sobre a Índia que você precisa conhecer.

Quer saber mais? Então acompanhe agora mesmo!

Onde fica a Índia?

Índia
Índia Fonte: Canva Pro

Em suma, a Índia é um país que ocupa grande parte do continente do sul da Ásia. 

Com uma superfície terrestre de 2.973.193 quilômetros quadrados e uma superfície aquática de 314.070 quilômetros quadrados, está localizado em sétimo lugar entre os países mais extensos do planeta.

De fato, Nova Deli é a capital da Índia. É o centro político da Índia, que é um País República, e o lar de seu chefe de estado cerimonial.

Conheça 10 curiosidades sobre a Índia

1. O segundo país mais populoso

Devido à sua grande dimensão, a Índia é considerada um subcontinente. 

Este é o segundo país mais populoso depois da China e o sétimo mais extenso. Tem 28 estados, alguns deles tão grandes como a Alemanha!

2. Aqui nasceram 4 religiões

Neste país são praticados o hinduísmo, o budismo, o jainismo e o sikhismo. 

Em suma, o estado reconhece a laicidade do país, nenhuma religião é a oficial, tornando-o um país único em matéria religiosa. 

Entre todas, predomina o hinduísmo, que 80% da população prática. Depois do cristianismo e da religião muçulmana, é uma das mais populares do mundo.

3. As vacas são sagradas

A vaca é considerada um animal sagrado na Índia. Para eles representa um animal generoso, que gera mais leite do que precisa e o oferece a todos, pelo que o seu sacrifício é inadmissível.

4. Sim é não

Ao contrário da cultura ocidental, o movimento gestual usado para a negação, movendo a cabeça de um lado para o outro, na Índia é usado para dizer Sim. 

Um dado muito importante a ter em conta, pois podem ser criadas situações confusas, diversas e até divertidas ao manter uma conversa com um local.

5. Indianos e hindus não são a mesma coisa

O erro de chamar os indianos de hindus é recorrente. O hindu é o praticante do hinduísmo (lembre-se que na Índia existem várias religiões) e o indiano é o habitante da Índia.

6. Predomina a dieta vegetariana

A gastronomia da Índia é muito diversificada, com variantes de acordo com a região. Os ingredientes predominantes na cozinha indiana são o arroz e as leguminosas, o que a torna principalmente vegetariana. 

Além disso, nos produtos comestíveis, pode-se encontrar uma rotulagem especial que facilita a rápida identificação de um produto feito a partir de ingredientes vegetarianos de um feito com ingredientes de origem animal. 

Um ponto verde dentro de um quadrado indicará que o produto é vegetariano; um ponto marrom, pelo contrário, indicará que alguns ingredientes de origem animal foram usados para a fabricação desse produto.

7. O Ganges, um rio sagrado

Com 2.525 km de comprimento, este rio flui entre a Índia e Bangladesh. Ao longo de seu curso, os hindus prestam homenagem aos seus antepassados e aos seus deuses através de rituais e ofertas. 

Na viagem de regresso a casa do Ganges, levam consigo pequenas quantidades de água do rio para poderem fazer uso destas nos seus rituais. 

Na cidade de Varanasi, os hindus queimam seus falecidos nas margens do rio e jogam os restos de cinzas no rio.

8. Kumbhamela, o maior festival religioso do mundo

Uma das principais celebrações religiosas do hinduísmo tem lugar nas margens do rio Ganges. 

Este é o Kumbhamela, um festival hindu que acontece quatro vezes a cada doze anos e é realizado em quatro pontos sagrados diferentes e as datas precisas são determinadas por métodos astrológicos baseados nas posições do Sol, da Lua e de Júpiter. 

O evento mais importante deste festival é o momento da imersão no Ganges. 

De fato, os hindus acreditam que mergulhar completamente na água no momento certo limpará todos os seus pecados e seus ascendentes em 88 gerações e que beber suas águas os purifica e lava os pecados.

9. Sadhu, um eremita hindu

Fazer uma viagem à Índia é encontrar-se a si próprio e quase certamente também a Sadhus. 

Esses são monges que seguem suas vidas pelo caminho da austeridade para obter iluminação e felicidade. 

Estes vivem em harmonia com a sociedade, mas tentam ignorar os prazeres e dores humanas. Fumar maconha ou viajar de graça de trem são algumas das liberdades que lhes são permitidas.

10. Hijras, o terceiro sexo

Na Índia existem cerca de 6 milhões de Hijras ou pessoas do terceiro sexo. A maioria destes são homens ou intersexuais, mas também encontramos gênero feminino. 

A maioria das Hijras refere-se a si mesma em feminino e veste-se com roupas tradicionais femininas. 

O censo da Índia não os menciona, então os dados não são exatos.

Lugares recomendados para viajar para a Índia

Delhi

Delhi é uma cidade com uma história rica, cheia de histórias antigas. Aqui estão muitos belos edifícios patrimoniais escondidos. 

Desde os cantos tradicionais de Mughlai escondidos atrás de Jama Masjid até restaurantes luxuosos de classe mundial, Delhi tem algo para todos.

Agra

Agra é um dos destinos turísticos mais populares da Índia. Muitos turistas vão lá para admirar a sua beleza.

Desde a epopeia Mahabharata (400 d.C.) até a dinastia Mughal (1526-1857), Agra tem sido monumental e é muito importante na história da Índia.

Jaipur

A “Cidade Rosa” de Jaipur, deriva o nome de Maharaja Sawai Jai Singh II, que fundou a cidade em 18 de novembro de 1727.

Juntamente com Delhi e Agra, Jaipur forma o Triângulo Dourado da Índia e é o circuito turístico mais popular da Índia.

Varanasi

Varanasi, a cidade santa da Índia, também é conhecida como Kashi ou Benaras. 

De fato, é famosa pela seda de boa qualidade e pela Universidade Hindu de Varanasi e Avimukta da antiguidade. Varanasi é o local de peregrinação mais popular para os hindus.

O Assi Ghat, o Templo Kashi Vishwanath, o Museu Ramnagar e o Observatório Man Mandir são os locais fantásticos para visitar em Varanasi.