Carregando...

Novo método poderia tornar os motores EV circulares, reduzindo as importações de matérias-primas

Com cada vez mais VEs na estrada, a necessidade de reciclagem de bateria e a reutilização surgiu como uma necessidade para melhorar ainda mais a sustentabilidade destes veículos. Mas há outro componente cujo potencial para uma segunda vida pode ser um divisor de águas: o motor elétrico.

Ampliar a fase de utilização de motores elétricos é crucial por dois motivos. Em primeiro lugar, contêm matérias-primas valiosas, como o cobre, e metais de terras raras, como o neodímio, que não podem ser facilmente recuperados. Em segundo lugar, as matérias-primas utilizadas nos motores têm uma pegada de carbono maior do que as utilizadas nos motores de combustão.

Os métodos de reciclagem actuais revelaram-se insuficientes para resolver estes problemas. As matérias-primas recicladas são frequentemente contaminadas e não podem ser reutilizadas em aplicações de motores, enquanto outros componentes individuais do motor elétrico são destruídos.

Para ajudar a enfrentar esse desafio, pesquisadores do O Instituto Fraunhofer de Engenharia de Manufatura e Automação IPA lançou o projeto REASSERT.

“Queremos estabelecer um sistema de circuito fechado em que recursos valiosos sejam reutilizados, a fim de eliminar a dependência das importações de matérias-primas e minimizar a extração de matérias-primas”, disse Julian Große Erdmann, cientista do Instituto.

Conferência TNW 2024 – Convocando todas as Startups para participarem de 20 a 21 de junho

Apresente sua startup para investidores, agentes de mudança e clientes em potencial com nossos pacotes de startups selecionados.

Com este objetivo em sua essência, o projeto concentra-se em quatro estratégias de retenção de valor: reuso de todo o motor; reparar com substituição de componentes defeituosos; remanufatura, onde todos os componentes são desmontados, limpos, condicionados e remontados; e reciclagem de matéria-prima desmontando o motor e classificando os materiais individuais antes de descartá-los.

Uma nova cadeia de processos

O projeto estabelecerá um processo completo, desde a classificação do motor até a desmontagem, diagnóstico dos componentes, remontagem e testes de fim de vida. Cada uma das etapas incluídas terá seu próprio demonstrador e equipamento de teste.

“Dependendo da estratégia de preservação de valor escolhida, estão envolvidas diferentes etapas e cadeias de processo, portanto o esforço de recondicionamento pode variar”, explicou Große Erdmann.

A equipe usará motores de referência do segmento de veículos elétricos de passageiros e aproveitará uma ferramenta de IA especialmente desenvolvida que ajudará a selecionar a estratégia ideal de retenção de valor para cada motor.

O objetivo da REASSERT é desenvolver um protótipo de motor que permita a aplicação sem esforço das quatro estratégias de retenção de valor. Se for bem sucedido, isto poderá levar à concepção de novos motores eléctricos que apoiem uma economia circular.

O projeto também envolve cinco parceiros da indústria: Schaeffler (como líder do consórcio), Karlsruhe Institute of Technology, BRIGHT Testing GmbH, iFAKT GmbH e Riebesam GmbH & Co. Assegurou financiamento do Ministério Federal Alemão para Assuntos Económicos e Ação Climática.