Carregando...

O senador Warren critica a Apple por encerrar a solução ‘iMessage to Android’ do Beeper

A senadora dos EUA Elizabeth Warren (D-Mass.) está dando seu peso Bip, o aplicativo que permitia aos usuários do Android enviar mensagens aos usuários do iPhone via iMessage, até que a Apple o encerrasse. Warren, um defensor de uma aplicação antitruste mais rigorosa, postou seu apoio ao Beeper no X (antigo Twitter) e questionou por que a Apple restringiria um concorrente. A postagem indica que a ação da Apple agora chamou a atenção dos legisladores, que estão em posição de regular a Big Tech por meio da elaboração de políticas.

“Os textos da bolha verde são menos seguros. Então, por que a Apple bloquearia um novo aplicativo que permite aos usuários do Android conversar com usuários do iPhone no iMessage?”, dizia a postagem de Warren, citando O relatório do The Verge observando que a Apple bloqueou o funcionamento do Beeper, como também relatou o TechCrunch. “Os executivos das grandes empresas de tecnologia estão protegendo os lucros esmagando os concorrentes. O bate-papo entre diferentes plataformas deve ser fácil e seguro”, disse ela.

A Apple tomou medidas na sexta-feira contra a Beeper, uma startup que fez engenharia reversa do protocolo iMessage para permitir que usuários do Android tivessem conversas de bolha azul com proprietários de dispositivos Apple no iMessage.

Ao explicar sua decisão de cortar o acesso do Beeper aos seus servidores, a Apple disse que tomou “medidas para proteger nossos usuários, bloqueando técnicas que exploram credenciais falsas para obter acesso ao iMessage”. Também sugeriu que as técnicas do Beeper “representam riscos significativos para a segurança e privacidade do usuário, incluindo o potencial de exposição de metadados e permitindo mensagens indesejadas, spam e ataques de phishing”.

Além disso, a gigante da tecnologia com sede em Cupertino argumentou contra a segurança do Beeper, dizendo que não foi capaz de verificar se as mensagens enviadas por meios não autorizados eram capazes de manter a criptografia ponta a ponta que o iMessage oferece.

Beeper, no entanto, afirma que foi capaz de oferecer o mesmo nível de criptografia que o iMessage usa, mas não submeteu seu aplicativo a uma auditoria de segurança de terceiros antes de seu lançamento, o que teria fortalecido seu argumento.

Durante o fim de semana, a equipe do Beeper trabalhou para permitir que seu aplicativo, Beeper Mini, continuasse funcionando. Desde o seu mais recente atualizar no domingo, a startup postou que o trabalho continua na interrupção e espera “ter boas notícias para compartilhar em breve”.

Fundada há alguns anos pelo fundador do smartwatch Pebble, agora CEO da Beeper Eric Migikovsky, Beeper empregou uma solução técnica descoberta por um adolescente que envolvia engenharia reversa do protocolo iMessage. Antes disso, a Beeper vinha desenvolvendo uma solução mais ampla que agregava todos os aplicativos de bate-papo dos usuários em uma única interface – uma solução de software que desde então foi renomeada como Beeper Cloud. O Beeper Mini, então, tornou-se um aplicativo que focava exclusivamente em trazer o iMessage para o Android por US$ 1,99/mês, com a intenção de expandir suas capacidades ao longo do tempo.

Mas antes que o Beeper Mini tivesse a chance de decolar, a Apple o colocou fora de operação. Não está claro o que o futuro Beeper Mini pode ter agora, se houver, já que a Apple descobriu como identificar os usuários do Beeper.